Estação férrea de Canela será revitalizada

Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada
Estação férrea de Canela será revitalizada

Realizado pela Incoporadora Novalternativa, em parceria com o parque temático canelense Mundo a Vapor, o projeto Estação Campos de Canella tem como objetivo revitalizar a icônica Estação Férrea do município e criar um novo paradouro turístico para a região. Orçada em R$ 10,2 milhões, a inciativa resgata a relação da cidade com trens e trilhos, ao mesmo tempo em que abre espaço para novos espaços de cultura, entretenimento, comércio e um centro de gastronomia. O projeto começou a tomar forma em novembro de 2017, com a retirada do trem da Estação Férrea para revitalização, e a previsão é a de que o projeto esteja inteiramente finalizado até julho de 2020.

Palco para atrações culturais

A área total a ser ocupada é de 5,9 mil m², incluindo tanto a estação revitalizada, quanto o complexo que prevê pubs, cervejarias, restaurantes e quiosques comerciais. No centro do complexo estará o palco central, uma área coberta de 600m² com toda infraestrutura para receber atrações culturais. “Trabalhamos dentro de avançados conceitos de urbanismo e paisagismo, totalmente alinhados com a estética da cidade de Canela para funcionar em todas as estações do ano. Tudo foi pensado de forma muito integrada, um projeto com fôlego de futuro, como há muito tempo a cidade espera”, comenta o diretor da Novalternativa, responsável pelo projeto e construção do empreendimento, Fernando Bassani.

Aproximação com a comunidade

Para aproximar a comunidade serrana da Estação, a Novalternativa ainda realiza de forma sistemática as rodadas de conversas, encontros que convidam as entidades de classe de Canela e Gramado para apresentar o projeto, tirar dúvidas sobre a revitalização e falar sobre a memória da cidade e o envolvimento da comunidade. O principal objetivo da iniciativa é ouvir os moradores, resgatando as memórias afetivas da região e promovendo uma aproximação amistosa acerca do passo a passo do projeto. 

Fotos: Bianca Carneiro/Divulgação + Projeção gráfica projeto arquitetônico

Realizado pela Incoporadora Novalternativa, em parceria com o parque temático canelense Mundo a Vapor, o projeto Estação Campos de Canella tem como objetivo revitalizar a icônica Estação Férrea do município e criar um novo paradouro turístico para a região. Orçada em R$ 10,2 milhões, a inciativa resgata a relação da cidade com trens e trilhos, ao mesmo tempo em que abre espaço para novos espaços de cultura, entretenimento, comércio e um centro de gastronomia. O projeto começou a tomar forma em novembro de 2017, com a retirada do trem da Estação Férrea para revitalização, e a previsão é a de que o projeto esteja inteiramente finalizado até julho de 2020.

Palco para atrações culturais

A área total a ser ocupada é de 5,9 mil m², incluindo tanto a estação revitalizada, quanto o complexo que prevê pubs, cervejarias, restaurantes e quiosques comerciais. No centro do complexo estará o palco central, uma área coberta de 600m² com toda infraestrutura para receber atrações culturais. “Trabalhamos dentro de avançados conceitos de urbanismo e paisagismo, totalmente alinhados com a estética da cidade de Canela para funcionar em todas as estações do ano. Tudo foi pensado de forma muito integrada, um projeto com fôlego de futuro, como há muito tempo a cidade espera”, comenta o diretor da Novalternativa, responsável pelo projeto e construção do empreendimento, Fernando Bassani.

Aproximação com a comunidade

Para aproximar a comunidade serrana da Estação, a Novalternativa ainda realiza de forma sistemática as rodadas de conversas, encontros que convidam as entidades de classe de Canela e Gramado para apresentar o projeto, tirar dúvidas sobre a revitalização e falar sobre a memória da cidade e o envolvimento da comunidade. O principal objetivo da iniciativa é ouvir os moradores, resgatando as memórias afetivas da região e promovendo uma aproximação amistosa acerca do passo a passo do projeto. 

Fotos: Bianca Carneiro/Divulgação + Projeção gráfica projeto arquitetônico