Museu que conta a origem de Gramado será reaberto nesta terça,30.

Importante para a história de Gramado, o Museu Municipal Professor Hugo Daros será reaberto na próxima terça, 30, às 17h. O acervo que contém mais de mil peças que remetem à origem da cidade, passou oito anos fechado e recebeu um trabalho minucioso de higienização e catalogação das peças. A museóloga Morgana Camargo, responsável pela nova identificação do museu, explica os detalhes sobre o funcionamento e origem do espaço que será gratuito para a população e funcionará na Rua São Pedro, 347, ao lado da Câmara dos Vereadores. O horário de funcionamento será de terça a sexta-feira: 9h às 11h45h e 13h3O às 17h45. Aos sábados de 10h às 16h.

1 – Qual principal conceito do Museu Municipal Professor Hugo Daros?

Salvaguardar, documentar, preservar, conservar, comunicar, pesquisar e incentivar a reflexão, a produção de conhecimento e a valorização da história do município de Gramado.

2- Qual importância do Museu para a história de Gramado?

Ser referência como espaço de memória da história do Município e dos gramadenses. O museu exerce um significado extremamente relevante, pois não é apenas um caminho em direção ao passado, quando na verdade é muito mais que isso. É um lugar de conexão entre passado, presente e futuro, pois olhar o passado é conhecer o que foi feito para aprimorar mecanismos que podem influenciar o presente, para que novos conhecimentos sejam disponibilizados para a sustentabilidade das futuras gerações.

3 - O que será exposto nele?

O acervo da instituição é formado por objetos : agrícolas, religiosos, maquinários, científicos, instrumentos musicais, indumentária, moedas, cédulas, construção, mobiliário, decorativos, de uso pessoal, da cultura regional, de uso doméstico, artesanato, eventos, empresas, por exemplo.

4- Quanto tempo ele demorou para ser construído?

O acervo deste museu é oriundo de uma grande gincana intitulada Gincana Gaivota, que ocorreu no ano de 1978, realizada para festejar a semana da Pátria. Uma das tarefas era recolher o maior número possível de objetos e documentos referentes a história do Município, até o ano de 1940. Em 1982, por decreto, foi criado e realmente montado no Cine Embaixador. Quando da reforma desse local, o museu foi colocado em um espaço da Secretaria de Educação e Cultura, na Prefeitura Municipal, por lá permaneceu alguns anos.

Até que em 1988, quando da inauguração do Centro Municipal de Cultura (atual Câmara de Vereadores), a instituição foi entregue novamente para a população.

5 – Quando foi que deu a instalação definitiva do museu?

Para a instalação definitiva do museu, a emenda parlamentar concedida pelo deputado Federal Nelson Marchezan Jr., e o mobiliário tanto para o espaço expositivo quanto para a reserva técnica, sendo o último, local onde são armazenados e conservados os objetos não expostos. Os projetos técnicos foram executados pela equipe da Secretaria de Governança.

A montagem do museu coube à Secretaria de Cultura. Sendo assim, em 2018, viabilizou a contratação de profissional especializado, junto à aprovação dos vereadores e do Executivo. O trabalho iniciou em maio do mesmo ano.

6 – Quem foi Hugo Daros?

Ícone de participação humanitária, política, cultural, esportiva e educacional que, com certeza, deixou marcas na história do Município, por isto tornou-se patrono do museu.

Texto: Bruna Campos

Fotos: Júlia Angeli

 

Legenda:

Foto: 2636 - Fachada do museu

Foto: 2582 - Parte do acervo exposto no museu

Foto: 2567 - Peças da 1° Festa das Hortênsias de Gramado